Pão saloio [Paleo, naturalmente sem glúten]

e Este pãozinho é uma outra versão do meu pão alentejano, mas que resulta sempre. A meu ver a textura do meu pão alentejano é melhor, mas para quem o outro corre mal ou para quem não quer esperar que arrefeça, este cumpre muito bem a função de pão e o sabor é óptimo!

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Aqui a apresentação:

Para um pão de aproximadamente 500 g, necessitam de:

170g farinha de girassol*

100 g farinha de mandioca**

110 g de farinha de trigo sarraceno

15  g de levedura fresca para pão (por exemplo) ou 7 g levedura seca para pão (por exemplo)*

1 colher de café de sal marinho

1 colher de sopa de azeite virgem extra

250 g água

  1. Começar por passar as sementes a farinha, caso não a tenham adquirido assim, eu para tal junto: sementes, farinha de mandioca, levedura (se for seca) e sal no robot e pulverizo.
  2. Juntar o azeite e a água (neste caso, se a levedura for fresca, dissolver na água) e misturar com um garfo. Sim, apenas com um garfo! Deixar levedar por 30 minutosou até estar com aspecto de massa lêveda (depois de ter levedado, a massa irá ficar mais “esponjosa”).
  3. Neste momento é importante que, ao mexer na massa, esta seja de imediato colocada numa forma forrada com papel vegetal e logo no forno pré-aquecido a 180ºC.
  4. Ao colocar na forma, podem humedecer as mãos e passar sobra a massa para a alisar e colocar depois sementes a gosto. No forno vai cozer durante 1 hora, aos 30 minutos tapo-o com alumínio para não tostar demais. Quando o forno der sinal que passou uma hora, retirar o pão do forno.

Este pão pode ser comido quente ou frio. Pode ser fatiado e congelado. Fica maravilhoso torrado!

Deve usar-se a forma ajustada ao tamanho do pão. A recomendada é de 17-20 cm.

SAMSUNG CAMERA PICTURES

*NOTA: Podem usar outras sementes.

**NOTA: Fica ainda melhor se usarem fubá de mandioca – farinha extra fina.

26 Comments on “Pão saloio [Paleo, naturalmente sem glúten]

  1. Obrigada pela receita. O pão alentejano faço várias vezes e fica sempre bem. Adoro 😍. Nesta receita pode se substituir o trigo serraceno ? Obrigada

    Gostar

      • Hoje experimentei este pão … só uma palavra , delicioso ! Substitui o trigo serraceno pela mandioca e adorei. Obrigada pela partilha 😊 tenho pena que não publique mais receitas … ☹️ Mas entendo o porquê! 😉 😘

        Gostar

  2. bom dia, é possível substituir a farinha de mandioca por linhaça triturada? também se trituram as sementes de girassol ? obrigada

    Gostar

  3. Cláudia Ferraz pode facultar a quantidade que usou de mandioca???
    Muito obrigada, pois gostava muito de experimentar este pãozinho!!

    Gostar

  4. boa noite, hoje tentei fazer este pão mas algo correu mal pois não levedou nem cresceu 😐
    o que fiz de diferente da receita foi:
    1º trocar a farinha de sementes de girassol por farinha de arroz;
    2º após os 30 min de supostamente estar a levedar (que não aconteceu pois a massa parecia farinha aos grumos) acrescentei mais um pouco de água.
    alguma dica para uma próxima vez?

    Gostar

    • Olá Luisa! Nunca fiz com farinha de arroz, mas provavelmente a massa necessitará de maior quantidade de água, pelo menos pela tua descrição penso que terá sido o caso.

      A textura estava próxima à do vídeo quando acabaste de misturar?

      Gostar

      • nada parecida..ficou parecida só quando acrescentei mais agua…mas depois já deve ter sido tarde..é que eu deixei repousar mais uns 20 min e não cresceu absolutamente nada e no forno coseu mas também não cresceu nadinha…ficou um pão compacto..

        Gostar

  5. A massa tem de ter essa consistência antes de levedar, se for adicionada água depois da levedação, vai interromper a levedação e o resultado não vai ser o esperado.

    Quanto ao pão, este não cresce quase nada, não tem glúten. Por isso a forma recomendada é pequena.

    Gostar

    • sim eu sei que sem o glúten não cresce muito..já fiz outro tipo de pão aqui do blog, mas sempre cresceram alguma coisa..eu sei que depois do tempo de levedação não se deve acrescentar água mas tentei a minha sorte à mesma, pois acho que se tivesse colocado no forno a “massa” da maneira que estava iria apenas torrar as farinhas…vou tentar novamente mas desta vez com os ingredientes da receita..

      Gostar

  6. Olá!
    Ja tentei dias vezes fazer este pão e sai sempre mal! 😔
    Fiz tudo, absolutamente como na receita. A massa depois de levedar (não cresce nada), não despega das mãos. Não consigo moldar nada. Desta última vez acrescentei farinha para poder moldar e o resultado foi o mesmo, côdea muito rija e miolo enqueijado. Não sei o que corrigir!!! Alguma dica?

    Gostar

    • olá Paula! Antes de mais, o que precisa de moldar? É só colocar na forma 🙂 Côdea rija e miolo enqueijado é indicativo de estar a cozer demais. Está a usar a forma recomendada? 🙂

      Gostar

  7. Olá!!!
    Parabéns pelo blog e pelo jeito para a cozinha!!!
    Esta receita dá para fazer em bolinhas?
    Como o outro pão alentejano?
    Algum cuidado em particular?
    Obrigada

    Gostar

  8. Quando fiz pensei que já tinha feito asneira porque a massa ficou bem diferente da do pao alentejano (antes de levedar) e parecia não ter levado (depois de levedar) mas avancei na mesma e o pao ficou ótimo! 😉

    Gostar

  9. Ola ,

    Já fiz o seu pão de batata e gostei muito. Fiz manual e no forno, agora queria experimentar na máquina de fazer pao. Posso fazer qualquer pão das suas receitas na máquina ou so tem esse exemplo para o
    Pão alentejano?

    Muito obrigada por todas as suas partilhas

    Silvia

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: